Abrace participa da Medical Cannabis Fair, em São Pulo

O evento foi realizado nesta quinta e sexta-feira e mostrou as melhorias da indústria canábica

Por Rede Abracom

A Associação Brasileira de Apoio Cannabis Esperança (Abrace) participou, nesta quinta e sexta-feira, 4 e 5 de maio, da Medical Cannabis Fair, em São Pulo. Este é um evento profissional que reúne cerca de oito mil profissionais do setor, mais de 60 estandes e 100 marcas de negócios medicinais e industriais do setor canábico do Brasil e da América Latina.

A Abrace expôs melhorias e ainda falou ao público presente sobre o trabalho desempenhado na Associação. A sua produção, desde o cultivo até a entrega do produto aos pacientes, foi explicada, mostrando que se trata de um serviço prestado aos mais de 42 mil associados com total segurança, assim como é feito nas demais indústrias.

O diretor técnico da Abrace, Carlos Espínola explicou a importância de estar presente em uma Feira como esta. Ele disse que este tipo de evento aproxima a Abrace do público em geral, devido à qualidade do trabalho demonstrada.

“Estar presente nesta feira e em outras futuras é muito importante porque a gente precisa mostrar ao público que nosso trabalho é sério, é de uma associação e tem uma rigorosidade igual de uma indústria farmacêutica qualquer. A gente garante a qualidade, eficácia e segurança do produto e com isso nós podemos garantir que nosso produto é seguro e eficaz para qualquer um dos nossos associados”, afirmou.

Além disso, ele contou que esse evento apresenta a Abrace para a sociedade como um todo. São Paulo tem o maior número de associados registrados, então é o maior campo da Associação, daí também a necessidade desta participação.

A adequação total à Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) Nº 327, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), também teve sua demonstração. A RDC Nº 327 regula a produção e distribuição de produtos à base de Cannabis no Brasil.

“Nós trouxemos como novidade as caixas que são os cartuchos, embalagens secundárias, para os nossos óleos que já tem eficácia e segurança comprovada, mas essas embalagens eram o que estava faltando para atender a RDC 327, que é importante ser seguida para que possa conseguir as licenças sanitárias e também a Certidão de Boa-Práticas Farmacêuticas. Nós viemos também apresentar esse benefício para o nosso produto”, declarou.

O diretor-presidente da Anvisa, Antonio Barra, mandou mensagem sobre a Feira. Ele garantiu que a Agência está buscando seguir as necessidades da população brasileira no consumo crescente da Cannabis Medicinal.

“Dentro dos limites legais e do escopo de suas atribuições, a Anvisa vem buscando facilitar o acesso de nossa população a produtos a base de Cannabis para fins medicinais sob prescrição médica. Em face de novas possibilidades emanadas do Congresso Nacional, em representação da sociedade, a Anvisa prosseguirá atenta e atuante no sentido de contribuir para a saúde e o bem-estar do crescente número de pacientes e famílias que fazem uso de tais produtos sem abrir mão dos princípios de qualidade e segurança”, falou.

A Medical Cannabis Fair teve, este ano, sua segunda edição, e foi realizada no Expo Center Norte, em São Paulo. Foram apresentados marcas, novos medicamentos, tecnologias, equipamentos de laboratórios, tecnologias de cultivo, empresas de educação, serviços financeiros, bem como os processos industriais do cânhamo nas áreas têxtil e de cosmetologia.

SAC