Câmara de Natal derruba veto que proibia pacientes canábicos de assumirem cargos públicos

Álvaro Dias havia sancionado lei que vetava pacientes que fazem uso medicinal da Cannabis de serem concursados

Por Rede Abracom

O prefeito de Natal, capital do Rio Grande do Norte, Álvaro Dias (Republicanos), havia sancionado uma lei que torna obrigatório a realização de exames toxicológicos em concursos públicos. Na época, o prefeito vetou uma emenda que foi aprovada na Câmara Municipal e previa a não aplicação da lei às substâncias derivadas da Cannabis, “considerado o seu caráter medicinal”.

Na última terça-feira, 07, a Câmara Municipal de Natal derrubou o veto do prefeito de Natal que proibia pacientes canábicos de assumirem cargo público. O trecho vetado por Álvaro dias é de autoria da Vereadora Brisa Brachi (PT).

Na época do veto, a vereadora fez um posicionamento em que classificou a decisão do prefeito como retrocesso. “É lamentável que a prefeitura de Natal esteja disposta a retroceder e ir contra a maré sobre esse tema. O mundo inteiro está pesquisando, informando e concretizando experiências e políticas públicas em relação ao tema da Cannabis”, disse.

Além da derrubada deste veto, os vereadores da Câmara de Natal aprovaram uma emenda que reduz de 180 para 90 dias a janela de detecção de drogas ilícitas.

Com informações do g1 RN

SAC