Cannabis ganha força no uso veterinário

Vários estudos já foram feitos e comprovaram a segurança e eficácia do tratamento para os bichinhos

Por Rede Abracom

A Cannabis Medicinal tem diversos estudos científicos realizados e em andamento sobre o uso veterinário. As pesquisas demonstram segurança e eficácia nos tratamentos para os bichinhos de estimação, garantindo assim uma melhor qualidade de vida para eles.

No dia 5 de maio de 2022, pesquisadores brasileiros publicaram uma revisão. Neste artigo, foram vistos os resultados de 19 pesquisas científicas sobre o uso de produtos à base de Cannabis em animais e a conclusão foi que a administração dos produtos é segura.

Estes estudos ainda demonstraram que medicamentos com canabidiol “promovem potencialmente a melhoria da qualidade de vida e reduzem a percepção da dor em animais afetados pela osteoartrite canina”, que é uma doença degenerativa.

A Cannabis vem sendo utilizada ainda no tratamento da epilepsia refratária, cinomose, dor aguda e até mesmo ansiedade em cães e gatos. Estima-se que 20% a 30% dos bichinhos não respondem bem aos tratamentos disponíveis, além do que os medicamentos hoje utilizados podem deixar sequelas.

É que o Sistema Endocanaminoide que está presente no corpo humano também existem em outros mamíferos. Os receptores reagem de forma favorável aos componentes da Cannabis, assim como acontece com as pessoas.

É por isso que são muitos os médicos veterinários adeptos ao uso do óleo extraído da planta. Esta prática ainda não é autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), mas está em tramitação no Congresso Nacional o Projeto de Lei 369/21, que garante este direito aos pets.

Enquanto isso, uma das alternativas é judicializar caso a caso, já que nada pode ser mais importante que garantir saúde também para os animais. A Justiça Brasileira já deu ganho de causa para diversos pedidos em nome da saúde de todos.

SAC