Comissão de Campinas aprova projeto para uso Medicinal da Cannabis

Vereadora Paolla Miguel (PT), está confiante com seu projeto aprovado na Câmara Municipal de Campinas, para o uso da C4nn4bis para Fins Medicinais

O projeto de lei apresentado pela vereadora Paolla Miguel (PT), que propõe a criação do programa municipal de uso da c4nn4bis para fins medicinais, obteve um avanço significativo ao ser aprovado pela Comissão de Constituição e Legalidade da Câmara Municipal de Campinas.

A iniciativa tem como objetivo garantir o acesso gratuito a medicamentos derivados da c4nn4bis para o tratamento de doenças com eficácia comprovada, tais como epilepsia, , esclerose, doença de Alzheimer, fibromialgia e no caso de pessoas com o Transtorno do Espectro Autista (TEA), entre outras.

Apesar do parecer contrário emitido pelo relator do projeto, vereador Nelson Hossri (PSD), durante a votação, seu relatório foi derrotado.

Votaram a favor do projeto os vereadores Carmo Luiz (Republicanos), Cecílio Santos (PT), Mariana Conti (PSOL) e Zé Carlos (PSB), enquanto Filipe Marchesi (PSB) optou pela abstenção e Jorge Schneider (PL) acompanhou o relator e votou contra o projeto.

Com a aprovação na Comissão, o projeto agora avança para votação em plenário. A vereadora Paolla Miguel (PT) expressou otimismo, esperando que a votação ocorra ainda no primeiro semestre.

O Programa Municipal de Uso da Cannabis para Fins Medicinais visa facilitar o acesso aos tratamentos por meio dos produtos derivados da c4nn4bis, é um avanço não só para a cidade de Campinas, interior de São Paulo, mas também para o cenário nacional, pois ajuda a visibilizar e fomentar o debate em diversas regiões do país, assim ajudando a população que necessita desse tratamento a base de c4nn4bis.

SAC