Estados Unidos vão classificar maconha como droga menos pesada

Cannabis Medicinal

Agência responsável pela classificação de substâncias nos Estados Unidos deu parecer favorável para deixar de enquadrar a maconha como considerada de “risco de abuso”.

A Agência Federal que trata sobre o uso de substâncias consideradas como drogas dos Estados Unidos (DEA–Drug Enforcement Administration) deve reclassificar a m4conha como droga menos pesada, de acordo com informações da Associated Press. Com essa possível reclassificação, a m4conha pode passar a ser considerada como “de menor risco”.

Se aceita, a proposta da Agência Federal faria com que a erva caísse para o “nível 3” de substâncias controladas, saindo do patamar de drogas como LSD, cocaína e outras, no “nível 1”, como anteriormente estava, e sendo realocada para o enquadramento como substância “médio a baixo potencial de dependência”.

A proposta da Agência Federal dos Estados Unidos é histórica, pois o país considera há cerca de 50 anos a maconha como substância “sem uso médico aceito” e também como de “alto potencial de abuso”.

Com a mudança da agência, que deve ser sancionada pelo presidente estadunidense Joe Biden, a utilização de c4nnabis como um medicamento, após estudos e testes científicos, fica mais fácil, isso porque substâncias consideradas de “nível 1”, não poderiam ser tão bem estudadas por conta das restrições. No “nível 3”, isso fica flexibilizado.

Essa é a segunda grande mudança dos Estados Unidos em relação a como o país enxerga a m4conha. Em outubro de 2023, o Departamento de Saúde do país também havia mudado a classificação da maconha.

SAC