Frente da Cannabis Medicinal e Cânhamo Industrial é lançada em São Paulo

O objetivo é incentivar os estudos científicos, além de realizar debates sobre plantio e outros temas

Por Rede Abracom

Foi lançada, nesta quarta-feira, 31, a Frente Parlamentar da Cannabis Medicinal e Cânhamo Industrial, em São Paulo. Ela foi criada pela solicitação de 32 deputados estaduais de partidos diversos, que tiveram à frente o parlamentar Caio França (PSB), autor da lei 17.618/2023, que disponibiliza a Cannabis através do Sistema Único de Saúde (SUS) para os moradores do estado.

A Frente tem a vice direção do deputado Eduardo Suplicy (PT) e foi lançada no auditório Paulo Kobayashi, na sede da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), com a presença de vários deputados, como Caio França, Suplicy e Andrea Werner (PSB), esta última que tem um filho autista e voltou seu mandato para a questão da acessibilidade e da pessoa com necessidade especial.

Além dos deputados, também estiveram presentes outros profissionais a exemplo de médicos, pesquisadores, integrantes de indústrias e de associações, como a Flor da Vida e a Cultive. A sociedade em geral interessada no assuntou marcou presença nas galerias.

O objetivo da Frente Parlamentar é financiar projetos e pesquisas no setor canábico utilizando recursos de emendas parlamentares. Para início dos trabalhos, a preocupação envolve a regulamentação da Lei de inclusão da Cannabis no SUS, que vem sendo debatida em um Grupo de Trabalho permanente da Secretaria de Estado de Saúde.

Só após a regulamentação, a Lei poderá ser colocada em prática. Mas os assuntos a serem abordados envolvem todo o cenário canábico, a exemplo de estudos científicos que serão realizados, além do programa de plantio em universidades, este último é tema do Projeto de Lei Nº 563/2023, também de autoria do deputado Caio França.

A Frente Parlamentar irá marcar as reuniões com todos os integrantes.

SAC