Hoje é o Dia Mundial de Conscientização da Doença de Parkinson

Parkinson é mais que tremores. A doença causa dores e insônia, por isso a Cannabis pode ajudar

Por Rede Abracom

A Doença de Parkinson atinge o sistema nervoso central e compromete os movimentos. Este 11 de abril é o Dia Mundial de Conscientização da enfermidade que atinge cerca de 200 mil pessoas no Brasil.

A data foi estabelecida pela Organização Mundial de Saúde (OMS), em 1998, e tem como objetivo esclarecer a doença e o tratamento para garantir qualidade de vida para o paciente e sua família. Os sintomas costumam ser tremor de repouso, rigidez de articulações e lentidão nos movimentos, além de diminuição do olfato, distúrbios do sono, alteração do ritmo intestinal e depressão.

A rigidez causa muitas dores e é isto o que o paciente Marcelo Dantas relatou. Ele explicou que o sintoma mais conhecido, caracterizado pelos tremores, não o atrapalha no dia a dia, mas as dores são muito fortes e, por este motivo, dificulta lidar com o problema.

Ele utiliza o óleo a base de Cannabis no tratamento. “Depois do uso do óleo de Cannabis, eu percebi que melhorou meu sono, as dores da rigidez, minha ansiedade e meu estresse”, contou Marcelo que usa o produto desde 2018.

Ele utiliza medicamentos fármacos, mas afirmou que a Cannabis faz diferença em sua qualidade de vida. Marcelo afirmou que é preciso fazer uso para garantir a possibilidade de viver com mais tranquilidade, por isso recomenda a todos.

Sinto uma melhor qualidade de vida com o uso do óleo. Sei que o óleo não cura o Parkinson, mas me possibilita ter uma melhor qualidade de vida”, declarou. Um ensaio clínico revelou que a administração de canabidiol melhorou a mobilidade, a comunicação, o estado emocional, o desconforto corporal e a comunicação de pacientes com Parkinson em comparação com o tratamento com placebo, revela o News Medical.

É desta forma que a Cannabis pode melhorar a qualidade de vida de quem convive com a doença. Parkinson não tem cura, mas o tratamento pode fazer toda a diferença para os pacientes de forma geral, como mostram os estudos científicos.

SAC