83-3243-1951 contato@abraceesperanca.org.br

Notícias da Abrace

Fique por dentro de nossas novidades!

Abrace é tema de artigo científico da Thomson Reuters

Um artigo científico sobre Cannabis, tendo como base o trabalho realizado pela Associação Brasileira de Apoio Cannabis Esperança (Abrace Esperança), foi publicado nesta terça-feira 31 na Thomson Reuters. Trata-se de uma empresa multinacional de meios de comunicação e informação fundada em Toronto, no Canadá, e que fornece o conhecimento local para um alcance global em 140 países e 19 línguas.


O estudo é de autoria dos advogados Maria Clara Freitas Santos e Igor de Lucena Mascarenhas. O artigo fala como a ação da Abrace foi essencial para dar acesso à saúde por meio do plantio, produção e distribuição de medicamentos abaixo do preço de importação.


“Tudo isto só foi possível graças à mobilização conjunta das famílias, da Abrace, da Liga Canábica, da UFPB (Universidade Federal da Paraíba) e do Ministério Público da Paraíba. Com a sentença favorável da Juíza Federal que se despiu dos preconceitos e analisou tecnicamente a questão”, afirmou Maria Clara.


Ela explicou que decidiu ter a Associação como fonte de pesquisa porque a Abrace foi a primeira associação que conseguiu não só uma permissão, mas fez com que o judiciário estruturasse toda uma política pública de acesso a saúde por meio de obrigações reciprocas. De acordo com ela, desde então passou a existir não só alguém plantando para própria família, mas uma associação que moveu a ANVISA, moveu a UFPB e conseguiu implantar sua própria produção farmacêutica.


“E isto é um orgulho ter ocorrido na Paraíba. Porque no direito, ainda existe uma compreensão que a justiça não pode estruturar uma política pública, isso é só poder do executivo. Mas isso estava impedindo uma iniciativa de sucesso, que foi a Abrace, que hoje produz ciência, emprego e acesso a saúde”, acrescentou.


Maria Clara lembrou que muitos fatos mudaram e novas vertentes foram abertas para iniciar uma nova realidade. O trabalho realizado rende frutos para centenas de pessoas que precisam da Cannabis para garantir qualidade de vida.


“Certamente a Abrace, assim como a Liga Canábica, transformou a cultura da Paraíba. Em João Pessoa, 7 de maio é o dia da visibilidade da Cannabis Terapêutica, a nossa Universidade Federal aprovou disciplinas sobre uso medicinal da maconha em três cursos. Aqui existe maior espaço de debate, ciência e o dialogo entre famílias sobre este tipo tratamento, graças estas intervenções”, declarou.


O tema, segundo ela, foi usado no artigo para dar visibilidade à esta iniciativa, e fomentar a atitude em outros locais do Brasil. Ela disse que “a Paraíba é, o que chamamos de precedente jurídico, e seu caso serve de bases para mais ações judiciais e projetos de leis, porque aqui nós temos os resultados de sucesso com dados e ciência. Isto ajuda a vencer o preconceito quanto à planta”.


O estudo foi realizado em agosto de 2019 e conseguiu aprovação da Revista, e teve a publicação em abril de 2020.

Link do estudo: BAIXE AQUI

Deixe seu comentário