Uso irracional de medicamentos pode causar a morte

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Hoje é o Dia Nacional do Uso Racional de Medicamento, que ainda alerta sobre o descarte correto

Por Rede Abracom

Utilizar medicação de forma inadequada pode causar dependência, intoxicação e até a morte. O alerta é dado pelo Ministério da Saúde e faz parte dos assuntos comentados nesta sexta-feira, 5, Dia Nacional do Uso Racional de Medicamento.

Todos os medicamentos são drogas que se mal-usadas levam a problemas sérios de saúde. É importante usar as dosagens prescritas pelo médico, não utilizar remédios vencidos e guardá-los em local fresco e arejado.

Uma pesquisa da Fiocruz adverte que a administração inadequada e o uso abusivo principalmente de antibióticos têm causado, com maior frequência, um fenômeno preocupante: a resistência microbiana. O fenômeno pode ser definido como a capacidade das bactérias se tornarem mais resistentes aos efeitos das medicações se combatidas inicialmente de forma errada.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) acredita que a resistência bacteriana poderá ser uma das principais causas de óbitos de pessoas no mundo até o ano de 2050. Analgésicos também podem trazer problemas, com as pessoas precisando cada vez de maior quantidade para aliviar dores.

Desta forma, não se automedicar é o primeiro passo para não precisar enfrentar estes problemas, mas não é o único. O debate vai mais além, posto que a poluição pode também ser causada por estes medicamentos.

As discussões ainda reforçam a importância de fazer o descarte adequado. Qualquer remédio que sobrar precisa ser entregue em coletores próprios, comumente encontrados em farmácias, para o encaminhamento correto, já que as demais formas podem causar contaminação à natureza.

Segundo a OMS, 50% dos medicamentos são prescritos, dispensados ou usados inadequadamente entre a população. Assim, caso tenha alguma reação ao uso do medicamento ou tenha qualquer sintoma procure um médico para orientação e a farmácia mais próxima para descarte.

Dependência química

A Cannabis pode ser utilizada no tratamento da dependência química também de medicamentos. O canabidiol vem apresentando bons resultados na regulação e modulação de neurotransmissores como acetilcolina, adrenalina e noradrenalina, que amenizam os efeitos do vício.

Natureza ajuda
Os remédios costumam apresentar reações adversas, desde uma dor de cabeça até infecções, como é o caso da hepatite medicamentosa, por exemplo. Não é difícil encontrar quem já tenha precisado de ajuda hospitalar após utilizar comprimidos, mesmo que receitados por médicos.

Essas reações adversas são quase inexistentes no uso da Cannabis Medicinal. O problema é que a maior parte das pessoas que iniciam o tratamento com os óleos a base de CBD e/ou THC já precisou enfrentar todas as dificuldades das medicações farmacológicas, deixando a Cannabis para sua última opção.

A ciência vem mostrando os resultados possíveis para diversas doenças e condições com o uso da Cannabis e, é por este motivo, que ela precisa ser a primeira opção nos tratamentos. A natureza pode ajudar através desta erva, então a conversa com o médico precisa sempre existir para que a qualidade de vida seja alcançada o quanto antes.

Últimas Publicações

SAC